quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Vamos ouvir: EP Azul Profundo, do Reverendo T e os Discípulos Descrentes

Azul Profundo (2014) - Reverendo T e os Discípulos Descrentes


Para ouvir, clique no player laranja abaixo, à esquerda do nome do artista.



Não consegue visualizar o player? Ouça aqui

Release disponível no soundcloud do artista:

"Azul Profundo é o nome do novo Ep do Reverendo T e os Discípulos Descrentes, nome que faz menção clara à linguagem blueseira que permeia todas as suas canções, mas não pense em blues como algo reducionista e sim como porta de entrada para um mundo experimental, extravagante e amplo de influencias e citações.

Pra começo de conversa a forma particular que o Reverendo tem ao interpretar suas canções só encontra referência em gênios do quilate de Tom Waits e Lou Reed, no Brasil cito o underground Luís Capucho, ou seja, ouvidos destreinados vão estranhar, e muito, o canto falado, declamado e sussurrado que assombra as melodias melancólicas do álbum.

Musicalmente esse álbum difere dos outros por ser calcado nas guitarras, se em outros se deu destaque aos pianos ou bases eletrônicas, nesse a pegada tanto minimalista quanto exuberante das guitarras trazem o clima perfeito (com solos, dedilhados, arpejos e tudo mais que um guitarrista de bom gosto pode oferecer) pra esse que periga ser o melhor sermão do Reverendo T.

Os Discípulos Descrentes estão aqui muito bem representados por Felipe Britto nas guitarras, Jorge Afonso no violão e guitarra e na bateria de Wilson PDM.

Além de composições próprias e parcerias com Felipe Britto, temos uma velha parceria de Jorge Afonso e André Luyz (seu irmão que faleceu em 1983) e uma canção que se tornou hit nacional na voz de Fagner que é da autoria de Clodô e Clésio, e de quebra, como bônus, uma brincadeira com as sonoridades que dominaram os outros lançamentos do Reverendo T e os Discípulos Descrentes, mostrando que não sabemos o que esperar desse visionário e o testemunho que nos será servido em suas próximas aventuras musicais.

Creia sem moderação!"

Nenhum comentário: